17 de março de 2018

Caracterologia

Gaston Berger
Edição de 1965 - 298 págs




Orelhas do Livro



Entrei em contato com este livro há cerca de 12 anos, ainda aluna de faculdade e professora. Lembro-me que, como meus colegas de escola, fiquei agradavelmente surpreendida com a facilidade que este novo método introduzia na classificação dos tipos psicológicos. Durante algum tempo, chegou mesmo a constituir um jogo para nós o enquadramento caracterológico das pessoas que conhecíamos. Mais tarde, já casada, e com muitos filhos, cada um deles um tipo psicológico diferente do outro, com reações distintas e surpreendentes mesmo, lembrei-me de Gaston Berger e resolvi recorrer a ele.
Reli todo o livro. Classifiquei-me novamente. Ou melhor, classificamo-nos meu marido e eu. E fomos conhecendo melhor nossos filhos, e entendendo certas atitudes que tínhamos achado inexplicáveis. Foi uma experiência notável, e que, com a tradução que a AGIR ora nos proporciona, torna-se acessível a um sem número de pais e educadores. 
Combinando três elementos fundamentais da personalidade, emotividade, atividade e secundariedade (entendendo-se por secundariedade a repercussão de ação retardada, ou secundária, que têm os fatos  sobre a personalidade, em contraste com o efeito primário ou imediato), o autor classifica as pessoas  em 8 tipos: apaixonado (emotivo, ativo, secundário), colérico (emotivo, ativo, primário), sentimental  (emotivo, inativo, secundário), nervoso (emotivo, inativo, primário), fleumático (não emotivo, ativo,  secundário), sanguíneo (não emotivo, ativo, primário, apático (não emotivo, inativo, secundário); amorfo (não emotivo, inativo, primário). Todos os tipos são fartamente exemplificados com personagens da História: assim, Napoleão, Pascal, Pasteur, Miguel Ângelo foram apaixonados (isto é, emotivos, ativos, secundários), Luís XVI foi apático (isto é, não emotivo, inativo e secundário), etc.  etc.
Além daqueles três elementos fundamentais, existem ainda dois fatores complementares (polaridade, aproximadamente, grau de agressividade e amplitude do campo de consciência), e quatro fatores de tendência (avidez, interesses sensoriais, ternura e paixão intelectual), que modificam os oito tipos  fundamentais: assim, um “sentimental” reagirá deste ou daquele modo diante de uma situação,  conforme ele seja mais ou menos ávido, mais ou menos terno, etc. Â exposição teórica do sistema,  segue-se uma parte inteiramente prática, que se compõe de um questionário todo explicado e ilustrado, e de um modelo de ficha para a classificação dos tipos.
A leitura do livro só por si é extremamente interessante, pois Gaston Berger, embora não sendo um mero divulgador e sim um pesquisador que gravita nas altas esferas da Psicologia, sintetizou de forma didática e acessível o resultado dos estudos da escola de que faz parte. De tal modo que qualquer pessoa, ainda que não tenha tido contato prévio com livros de psicologia, poderá ler este tratado, compreendê-lo e aplicá-lo.
Irene da Silva Telles

ÍNDICE


Capítulo I - A Caraterologia e o conhecimentos dos homens
Capítulo II - As diferentes camadas da personalidade
Capítulo III - Os três fatores fundamentais
Capítulo IV - Os oito tipos e sua atitude diante dos conflitos
Capítulo V - Os fatores complementares
Capítulo VI - Os fatores de tendência
Capítulo VII - 0 sentidos da análise
Capítulo VIII – Ilustração e interpretação do questionário
Capítulo IX - O procedimento durante a analise
Anexo I - Modelo de ficha
Anexo II - Procedimentos estatísticos empregados
Anexo III – Questionário
Análise Caracterológica
Obras Citadas
Índice dos Personagens Estudados

2 comentários:

Ponto Exclamação disse...

Livro muito bom! Te dá a oportunidade de um auto conhecimento melhor e até onde estou pecando mais(no meu caso percebi que sou muito orgulhoso,individualista e ambicioso demais)

Tiago Lima Intimos de Deus disse...

Ótimo parabéns

Postar um comentário

Qualquer quantia tem grande valor

http://alexandriacatolica.blogspot.com.br/2015/12/qualquer-quantia-tem-grande-valor.html

O SANTO DE AUSCHWITZ

Assim dizia São Maximiliano Kolbe:

"De muito boa vontade oferecemos leituras gratuitas a todos aqueles que não possam oferecer nada para esta obra, mesmo privando-se um pouco."

O que é ser um Benfeitor do Blog?

O que é ser um Benfeitor do Blog?
Clique na Imagem

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo