Se algum arquivo lhe foi útil, considere ajudar-nos na manutenção de todo este processo com novas digitalizações e as despesas que elas geram. O trabalho é voluntário, mas alguns custos se fazem necessários para que as obras continuem sendo disponibilizadas.

Sua ajuda abrasará almas, certamente Nossa Senhora lhe recompensará!

24 de outubro de 2020

Meditações para pessoas casadas

 
Raúl Plus, S.J.
Edição de 1947 - 671 págs


PLANO GERAL

Introdução e meditações preliminares

LIVRO I
Cristo

LIVRO II
O valor pessoal, segundo Cristo
A -A alma do Cristianismo
B -A prática da vida cristã
C- O espírito cristão

LIVRO III
A Família, segundo Cristo
A - O Matrimônio
B - 0 Lar
C - A Educação

LIVRO IV
A sociedade segundo Cristo

LIVRO V
Em face da eternidade

18 de outubro de 2020

O Apóstolo dos Aflitos ➜ 19/10 - Iníco da Novena

 
D. Tadeu Strunk, O. S. B.
Edição de 1950 - 98 págs

Oração Indulgenciada

Glorioso São Judas Tadeu, pelos sublimes privilégios de vosso apostolado e de vosso parentesco com Nosso Senhor Jesus Cristo, que tanto serviram para enobrecer e realçar a vossa vida, e pela glória que, em recompensa de vossos trabalhos e de vosso martírio, estais gozando agora no Céu, obtendo-nos, do Autor de todo dom excelente, todas as graças espirituais e temporais de que necessitamos . . . para salutarmente pormos em prática os santos ensinamentos que nos deixastes escritos na vossa Epístola.

16 de outubro de 2020

“Senhor, não me abandone, eu confio em Ti”

 
Cartas da prisão de Jacques Fesch, guilhotinado aos 27 anos
A.-M. Lemonnier
Edição de 1978 - 147 págs

Sua história é um exemplo maravilhoso de que é possível uma conversão sincera, um arrependimento verdadeiro e de que, mesmo tendo-se cometido pecados graves, uma pessoa pode vir a se santificar pela confiança em Deus, pelo reconhecimento da infinita misericórdia divina, pela humildade, pela oração, pela contrição perfeita de seus pecados e pelo oferecimento a Deus de todas as suas penas e sofrimentos como forma de expiá-los. Sua história é muito edificante.

Contra Capa

10 de outubro de 2020

Raridade escrita pelo Padre Manoel Bernardes, C.O.

 
Escrita pelo Padre Manoel Bernardes
Da Congregação do Oratório de Lisboa
Ediçao de 1757 - 280 págs

AO LEITOR

O Intento do Padre Manoel Bernardes em compor o presente opúsculo foi só o de instruir aos Congregados nos nove dias de Exercícios que em cada ano somos obrigados a ter pelos nossos estatutos. Porém, como em todo ele não há doutrina tão particular que facilmente não possa cada um aplicar ao seu estado, como tem mostrado a experiência em muitas pessoas que por esta Direção se governaram querendo tomar os mesmos Exercícios, pareceu conveniente o publicar também esta com as outras obras do mesmo Autor, que tanto fruto tem causado, e vão causando cada dia nos que as leem. O que desta se pode tirar não é necessário dizê-lo eu, porque a experiência de cada um dirá melhor, querendo aproveitar-se da sua lição; e não duvido sejam muitos os que a ela se apliquem, principalmente hoje em que tantos costumam recolher-se a fazer estes Exercícios, de novo introduzidos nesta Corte pelos veneráveis filhos da exemplaríssima Congregação de Milão, que Deus Nosso Senhor aumente e espalhe por todo este Reino para reforma dos costumes de todos e para que, por meio de tão santos operários, se veja em todo o Estado Clerical aquela perfeição de vida que é própria de tão alta dignidade. Das outras advertências, que nos Prólogos dos livros se costumam fazer do método e estilo com que vão escritos, nos desobriga o nome do Autor já hoje por meio das Tuas obras tão celebrado neste Reino, e até nos estranhos, que ele é o melhor elogio , que lhe podemos dar.

Índice

do que contém esta Direção

8 de outubro de 2020

Manual Raro ➜ Em duas edições

Edição de 1928 - 255 págs


Pe. José Ignacio Roquette
Edição de 1837 - 462 págs


ÍNDICE (1928)

Das Festas Móveis

ORAÇÕES DA MANHÃ
Atos de fé, de esperança e de caridade
Ato de agradecimento
Padre Nosso
Ave Maria
Credo
Ladainha do S. Nome de Jesus

ORAÇÕES DA NOITE
Confissão
Exame de consciência
Ladainha de N. Senhora
Ordinário da Missa

SANTA MISSA
Oração antes da Missa para se dispor a bem ouvi-la
Orações durante a Missa
Oração para depois da Missa

ORAÇÕES DA CONFISSÃO
Oração preparatória
Suplicas a N. Senhora, para que interceda por nós a seu bendito Filho, e nos alcance a dor dos pecados
Breve exame de consciência pelos mandamentos da lei de Deus
Oração para depois do exame
Ação de graças para depois da Confissão

EXERCÍCIOS DA COMUNHÃO
Preparação para comungar
Para antes da Comunhão:
Atos de Fé
Ato de Humildade
Ato de Contrição
Ato de Desejo
Depois da Comunhão:
Ato de Adoração
Ato de Amor
Ato de Agradecimento
Ato de Súplica
Oração a Jesus Crucificado

VISITA AO SS. SACRAMENTO
Aspirações
Ladainha do SS. Sacramento
Tantum ergo
Te Deum laudamus
Ladainha dos Santos
Salmo 69
Método fácil para rezar frutuosamente o Santíssimo Rosário da Mãe de Deus
Oração de S. Bernardo a Nossa Senhora
Oração pelas Almas do Purgatório
Súplicas para pedir perdão a Deus
Semana Santa
Devoção a São José
Responso a S. Antônio

5 de outubro de 2020

Aos que aspiram à vida de casados

Para o tempo dos noivados cristãos
Raul Plus
Edição de 1944 - 158 págs


INTRODUÇÃO
 Uma preparação condigna para qualquer estado de vida importa, naturalmente, vista clara e exata das obrigações que ele acarreta.

 Daqui a primeira parte do nosso trabalho: Conhecimento dos deveres.

 Mas não basta conhecer, é preciso querer. E daqui a segunda parte: Maneira de tornar-se apto para cumprir integralmente, em dado momento, os deveres que se impuserem.

 Sua Santidade Pio XI, na Encíclica sobre o Casamento Cristão, de 31 de Dezembro de 1930, recomenda que se proporcione uma instrução conveniente aos que aspiram à vida de casados.

3 de outubro de 2020

Santa Teresa do Menino Jesus e da Sagrada Face

03  de Outubro
Festa de Santa Teresinha do Menino Jesus

“Não quero ser Santa pela metade, escolho tudo”.

CRONOLOGIA
Retirada das Obras Completas













ALENÇON (1873-1877)

02/01/1873 às 23:30 hs - Nasce Maria Francisca Teresa Martin, à Rua Sainte-Blaise, 36 (hoje 42)
04/01/1873 - Batismo na igreja de Nossa Senhora, pelo Pe. Lucien Dumaine.
Padrinhos: a irmã mais velha, Marie (13 anos) e Paul Albert Boul (13 anos).
14/01/1873-Primeiro sorriso à sua mãe.
15/03 ou 16/03/1873 - Partida para Semallé (Orne), casa de Rosa Taillé, a fim de ser amamentada.
02/04/1874 - Retorna definitivamente para sua casa.
24/06/1874 - Começa a falar quase tudo.
29/03/1875 - Viagem com a mãe até Mans para visitar Irmã Maria Dositéia, no mosteiro da Visitação
16/07/1876 - Primeiro retrato. Faz beicinhos para o fotógrafo.
24/12/1876 - Sua mãe, Zélia Martin, consulta com Dr. Notta, em Lisieux, a respeito de seu tumor no seio. Não é mais possível fazer uma cirurgia.
03/04/1877 - Aos quatro anos: “Serei religiosa em um claustro”.
04/04/1877 - Primeiro escrito de Teresa: um bilhete a Luisa Madalena, amiga de Paulina.
18 a 23/06/1877 - Sra. Martin, Maria, Paulina e Leônia fazem uma peregrinação a Lourdes
28/08/1877 - Morre da Sra. Martin
29/08/1877 - Sepultamento da Sra. Martin. Teresa escolhe Paulina como sua segunda mãe.




LISIEUX – LES BUISSONNETS (1877-1888)
15/11/1877 - Chegada de Teresa e suas irmãs a Lisieux, aos cuidados do tio Guérin
16/11/1877 - Instalação nos Buissonnets
30/11/1877 - Chega o pai, Sr. Louis Martin
08/08/1878 - Pela primeira vez, Teresa vê o mar, em Trouville
Verão de 1879 (ou em 1880) - Visão profética a respeito da provação de seu pai
01/12/1880 - Primeira carta (que se conserva) que ela escreveu sozinha (a Paulina)
12/01/1882 - Inscrição na Obra da Santa Infância
16/02/1882 - Paulina decide ingressar no Carmelo
verão 1882 - Fica sabendo da partida próxima de Paulina. Sente-se chamada ao Carmelo. Fala com Madre Maria de Gonzaga
Outubro 1882 - O nome Teresa “do Menino Jesus” lhe é proposto por Madre Maria de Gonzaga.
25/03/1883 - Páscoa. Sr. Martin, Maria e Leônia estão em Paris. Teresa adoece na casa dos Guérin. Tremores nervosos, alucinações
06/04/1883 - Tomada de hábito de Paulina (Irmã Inês de Jesus). Teresa pôde abraçar sua irmã no locutório.
07/04/1883 - Recaída, nos Buissonnets.
13/05/1883 - Pentecostes. Sorriso da Virgem, cura repentinamente Teresa.
01/10/1883 - Ano de preparação para a Primeira Eucaristia.
02/04/1884 - Exame do catecismo
04/05/1884 - Retiro preparatório de quatro dias.
07/05/1884 - Confissão geral
08/05/1884 - Primeira Eucaristia na Abadia das Beneditinas. Profissão de Irmã Inês de Jesus no Carmelo.
22/05/1884 - Comunga pela segunda vez.
14/06/1884 - Crisma, por Dom Hugonin, bispo de Bayeux, na Abadia. Madrinha: Leônia, sua irmã.
25/09/1884 - Inscreve-se na Confraria do Santo Rosário
14/12/1884 - Teresa é nomeada Conselheira da Associação dos Santos Anjos, na Abadia.
26/04/1885 - Inscreve-se na Confraria da Sagrada Face de Tours
15/10/1885 - Inscreve-se no Apostolado da Oração
02/02/1886 - Recepção como aspirante das Filhas de Maria.
15/10/1886 - Entrada de Maria no Carmelo (Irmã Maria do Sagrado Coração de Jesus)
25/12/1886 - Aos trezes anos, depois da Missa da Meia Noite, Graça da Conversão, nos Buissonnets.
29/05/1887 - Pentescostes. Teresa consegue do pai licença para ingressar no Carmelo aos quinze anos de idade.
31/10/1887 - Visita a Dom Hugonin, em Bayeux, para solicitar ingresso no Carmelo.
20/11/1887 - Audiência de Leão XIII. Teresa apresenta seu pedido ao Papa.
28/12/1887 - Resposta favorável de Dom Hugonin à priora do Carmelo, Me. Maria de Gonzaga, para admissão de Teresa.
01/01/1888 - Resposta positiva, mas o Carmelo delonga em três meses a entrada de Teresa, para depois da Quaresmas.
09/04/1888 - Festa da Anunciação. Entrada de Teresa no Carmelo de Lisieux.
















NO CARMELO (1888-1897)
9/04/1888 a 10/01/1889 - Postulantado
abril 1888 - Ocupação: rouparia. Deve também varrer um dormitório.
28/05/1888 - Confissão geral ao Pe. Pichon
Fim de outubro de 1888 - Teresa é admitida pelo Capítulo Conventual à tomada de hábito.
Novembro de 1888 - Em razão do estado de saúde do Sr. Martin, a tomada de hábito de Teresa é adiada
10/01/1889 - Tomada de hábito. Última festa para o Sr. Martin. Teresa acrescenta “da Santa Face” ao seu nome religioso.
10/01/1889 a 24/09/1890 - Noviciado
Janeiro 1889 - Ocupação: refeitório, com Irmã Inês de Jesus e serviço de vassoura.
Julho 1889 - Teresa recebe uma graça marial no eremitério de Santa Madalena e “semana do silêncio”.
Janeiro 1890 - Retardamento da profissão de Teresa. Ela lê Les fondements de la vie spirituelle, do Pe. Surin.
28/08/1890 - início do retiro para profissão. Secura espiritual.
02/09/1890 - Exame canônico na capela.
07/09/1890 - Teresa duvida de sua vocação
08/09/1890 - Profissão de Teresa. “Inundada de um rio de paz”
10/02/1891 - Designada como segunda sacristã com Irmã Santo Estanislau
07 a 15/10/91 - Retiro pregado pelo franciscano Fr. Alexis Prou. Teresa é lançada “nas ondas da confiança e do amor”
12/05/1892 - Última visita do Sr. Martin ao locutório.
02/02/1893 - Compõe sua primeira poesia, O orvalho Divino.
20/02/1893 - Eleição de Madre Inês como Priora. Teresa torna-se auxiliar da Mestra de Noviças, Madre Maria de Gonzaga.
02/01/1894 - Atinge a maioridade. Compõe “A Missão de Joana d’Arc”
Primavera 1894 - Começa a sofrer da garganta
29/02/1894 - Morte do Sr. Martin no Castelo de La Musse (Eure), às 8h e 15m.
Dezembro 1894 - Recebe da Madre Inês de Jesus a ordem de escrever suas memórias.
1895 - ano da redação do Manuscrito A
Abril 1895 - Confidencia a Irmã Teresa de Santo Agostinho: “Morrerei em breve”.
09/06/1895 - Recebe, durante a missa, a inspiração de oferecer-se ao Amor Misericordioso.
11/06/1895 - Faz, com Celina, a oblação do Amor, diante da Virgem do Sorriso.
17/10/1895 - Teresa é designada, por Madre Inês, irmã espiritual do Pe. Maurício Bellière, seminarista e aspirante a missionário.
20/01/1896 - Teresa entrega a Madre Inês o Manuscrito A.
21/03/1896 - Difícil eleição (sete dias) de Madre Maria de Gonzaga. Teresa é confirmada no cargo de Mestra auxiliar no noviciado. Outros ofícios: sacristia, pintura, rouparia (com Maria de São José).
2 a 3/03/1896 - Noite de Quinta para Sexta-feira Santa: primeira hemoptise, na cela.
05/04/1896 - Entrada “nas mais densas trevas”, provação da fé, que durará até sua morte.
30/05/1896 - Madre Maria de Gonzaga confia a Teresa um segundo irmão espiritual: Pe. Roulland, das Missões Estrangeiras.
08/09/1896 - Redação da segunda parte do Manuscrito B
Início de abril 1897 - Gravemente enferma.
06/04/1897 - Início das Últimas Palavras.
03/06/1897 - Redação do Manuscrito C, por ordem de Madre Maria de Gonzaga.
08/07/1897 - Teresa desce para a enfermaria. Manuscrito C inacabado
30/08/1897 - Última fotografia, no claustro
14/09/1897 - Desfolha uma rosa sobre o crucifixo.
29/09/1897 - Agonia. Confissão ao Pe. Faucon.
30/09/1897 - Morte de Teresa, diante da comunidade reunida, por volta das 19h e 20m.
04/10/1897 - Sepultamento no Cemitério de Lisieux


VIDA PÓSTUMA
30/09/1898 - Publicação de 2000 exemplares de “História de uma Alma”.
26/05/1898 - Reine Fauquet, menina cega de quatro anos de idade é curada sobre o túmulo de Teresa.
14/08/1921 - Bento XV promulga o Decreto sobre a heroicidade das Virtudes da Venerável Serva de Deus.
29/04/1923 - Beatificação da Irmã Teresa do Menino Jesus por Pio XI.
17/05/1925 - Solene Canonização na Basílica de São Pedro, em Roma.
14/12/1927 - Proclamada Padroeira Universal das Missões.
03/05/1944 - Nomeada Padroeira secundária da França, juntamente com Santa Joana d’Arc.
30/09/1997 - Primeiro Centenário de Sua Morte.
19/10/1997 - Solene Proclamação como Doutora da Igreja, pelo Papa João Paulo II.
13/12/1997 - A urna com suas relíquias chega ao Brasil para peregrinar por várias dioceses, trazida pelo Cardeal Primaz Dom Lucas Moreira Neves.
30/09/1998 - Primeiro Centenário da Publicação de “História de uma Alma”.

para ver todos os livros disponíveis no blog sobre Santa Teresinha. Ela que, em todos os  seus gestos e sacrifícios, do menor ao maior, oferecia a Deus, pela salvação das almas, e na intenção da Igreja. Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face esteve como criança para o Pai, livre igual a um brinquedo aos cuidados do Menino Jesus, e tomada pelo Espírito de amor, que a ensinou a pequena via da infância espiritual.


“Eu vos suplico, ó meu Deus,
enviar-me uma humilhação cada vez que eu tentar
me elevar acima dos outros”.


Santa Teresinha do Menino Jesus, rogai por nós!

O SANTO DE AUSCHWITZ

Assim dizia São Maximiliano Kolbe:

"De muito boa vontade oferecemos leituras gratuitas a todos aqueles que não possam oferecer nada para esta obra, mesmo privando-se um pouco."

Qualquer quantia tem grande valor!

http://alexandriacatolica.blogspot.com.br/2015/12/qualquer-quantia-tem-grande-valor.html

Vocação➡Monja Redentorista

Vocação➡Monja Redentorista
Clique na imagem para obter maiores informações!

Aderindo ao clube através da imagem abaixo você também nos ajuda!

Aderindo ao clube através da imagem abaixo você também nos ajuda!
CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA PARTE!