30 de novembro de 2012

Rezemos sempre pelas pobres almas que padecem no Purgatório

Mons. José Basílio Pereira
 livro de 1943 - 108 págs
(Transcrito por Carlos A. R. Júnior)



"Santa Brígida viu, um dia, ante o So­berano Juiz, uma alma do Purgatório, que estava trêmula e confusa e a quem era intimada que declarasse publicamente os pecados que não tinham sido seguidos de penitência suficiente e que lhe haviam me­recido a punição que sofria.
A alma exclamava com uma voz que cortava o coração: Infeliz de mim, infeliz! — e em soluços, fazia a enumeração de tudo o que a manchava e prendia tão longe do Céu.
Não reproduziremos essa visão, mas dela extrataremos a relação das principais faltas que, como vermes roedores, torturam uma pobre alma do Purgatório.
«Perdi meu tempo, esse tempo bem pre­cioso do qual todos os momentos podiam servir para expiar meus pecados, praticar uma virtude, merecer o Céu: eu o perdi em conversações fúteis, em ocupações banais e sem objeto, em leituras recrea­tivas demasiado prolongadas; — é por isso que sofro!
Esqueci por negligência minhas penitên­cias sacramentais: as fiz mal por dissipação, e aceitei-as sem espírito de fé: — é por isso que sofro!
Caí em murmurações contra meus supe­riores, meu confessor, meus parentes; mur­murações leves, sem dúvida, mas partidas do amor próprio magoado, da falta de res­peito, do ciúme; — é por isso que sofro!
Consenti em pensamentos de vaidade a respeito do trajar, sobre os acessórios da casa, acerca de predicados de família; vesti-me com orgulho, segui as modas com ostentação, afetei um asseio exagerado; — é por isso que sofro.
Eu me proporcionei, sem nenhuma ne­cessidade, pequenas sensualidades durante minhas refeições e fora delas, num viver voluptuoso e descuidado, num zelo exces­sivo do bem estar, no abuso do descanso corporal, na fuga de tudo que natural­mente modificaria os sentidos;— é por isso que sofro!
Em conversação, atirei ditos espirituosos com o fim de ser elogiado, apreciado, distinguido, e para brilhar mais que os outros; — é por isso que sofro!
Faltei à caridade que me chamava em socorro do próximo: faltei à caridade, deixando de o consolar, de o defender, de o aconselhar ao bem; conservando volun­tariamente um pequeno pensamento de rancor, de inveja; — é por isso que sofro!
Omiti por negligência e incúria muitas comunhões que me eram permitidas: fui remisso em minhas devoções, pouco apli­cado em meu terço e na oração; — é por isso que sofro!»
Meu Deus! como estas confissões me instruem!"

29 de novembro de 2012

Aviso sobre o livreto para crianças "O Rosário Meditado"

Peço aos que já fizeram o download do livrinho
que o refaçam e
descartem o anterior,
pois há um erro de digitação na Ladainha.

Desculpem o transtorno
Saudações!



27 de novembro de 2012

27 de Novembro - Festa de Nossa Senhora das Graças Comemorando esta data com um livreto para as crianças

por
São Luiz Maria Grignion de Montfort
 Livreto editado pelo blog com o intuito de 
Aumentar a Devoção e a Proximidade das crianças à tão Boa e Terna Mãe

Livrinho que incentiva 
Oração e a Meditação do Santo Rosário,
(Com imagens dos mistérios para colorir)


Obs.: Arquivo em formato livreto


     São Luis Maria Grignon de Montfort  teve  a  feliz  ideia  de  compor  uma    maneira  de  se  rezar  o  Rosário  com  mais elevação e menos distrações, portanto com maior proveito. Basta ler, no texto a seguir, uma frase antes  de  cada  Padre  Nosso  e  Ave  Maria,  de acordo com a ordem em que ele colocou. Utilize, sempre que puder, essa verdadeira maravilha. 

“O oração do Santo Terço é o meio de salvação muito poderoso e eficaz que nos é oferecido pela Divina Providência, contra Satanás.”
São Luiz Maria Grignion de Montfort

21 de novembro de 2012

21 de Novembro - Apresentação de Nossa Senhora e Segundo Aniversário do Alexandria Católica

   A festa de hoje já se celebrava no Oriente no século VI. Gregório XI introduziu-a em Avinhão em 1562. Sixto V declarou-a de obrigação para toda a Igreja em 1580 e, Clemente VIII elevou-a a duples maior. A Consagração de Nossa Senhora no templo está intimamente ligada à de Jesus; que também a nossa se junte à de ambos!

É com grande alegria que informo aos leitores que foi nesta importante data que o blog teve seu início e hoje comemora seu SEGUNDO aniversário!!

     Com o incentivo de algumas pessoas e um desejo enorme de contribuir de alguma forma para a Boa Formação Católica neste mundo tão corrompido, surgiu - sem nenhuma intenção para que fosse nesta data - a Primeira Postagem do Blog.
    
    Ao constatar, depois das dificuldades e da euforia de ter conseguido criar a primeira postagem que, Providencialmente, era esta a data onde o blog teve seu princípio oficial, um pensamento logo veio: Um blog que anteriormente havia sido oferecido à Nossa Senhora e que, desapercebidamente, se inicia na data de Sua Apresentação no Templo, provavelmente poderá fazer muito bem às almasPor este motivo então e cada vez mais multiplicam-se os esforços, apesar das dificuldades, para que boas leituras sejam aqui divulgadas.
     Neste tempo de existência é possível agradecer, primeiramente à Nossa Mãe Santíssima de onde me vêm as graças necessárias para perseverar neste apostolado e também à Santa Teresinha do Menino Jesus que constantemente faz "chover pétalas de rosas" aos que à ela recorrem. Agradeço por todos os benefícios e também pelas cruzes recebidas, agradeço a TODOS os que acessam o blog e se lembram de nós em suas orações, aos que escrevem, aos que leem, aos que contribuem com arquivos, indicações, enviando livros, donativos e aos que ajudam a divulgá-lo.

     Sabemos que Nossa Mãe Santíssima distribui muitas graças para muitas almas, então peço humildemente à Ela que TODOS os leitores sejam especialmente abençoados  nesta data especial!


Aprofunde seus conhecimentos sobre a
Santíssima Virgem Maria e
Aumente seu amor a tão Terna Mãe 
Clique Aqui


Algumas Imagens da
Apresentação de Nossa Senhora









Que Nossa Senhora cubra a todos com
Seu Manto Sagrado!!

19 de novembro de 2012

Missionário no Japão

Missionário no Japão
Terésio Bosco
Livro de 1982 - 51 págs


 Vicente Cimatti nasceu em Faenza, Itália, no dia 15 de julho de 1879, de Tiago e Rosa Pasi, último de seis filhos. Desses, a irmã M. Raffaella fez-se religiosa da Congregação das Irmãs Hospitaleiras da Misericórdia: é hoje beata; Luís, salesiano irmão, missionário na América  Latina, morreu em odor de santidade; e ele, Vicente, já é venerável.
  • Aos 3 anos perdeu o pai. Certa vez, levado pela mãe à igreja dos Servitas, onde pregava Dom Bosco, ouviu dizer:

14 de novembro de 2012

Vida e Morte da Filha de Maria

Traduzido do francês por uma Filha de Maria
Livro de 1929 - 110 págs


O Chamado
A Consagração
O Levantar
A Oração
O Trabalho
As Refeições
O Descanso
O Exame de Consciência
A Confissão
A Comunhão
Visitas ao Ssmo. Sacramento
As Leituras
O Rosário
As Amizades
O Zelo
As Alegrias
As Tentações
As Provações
As Necessidades
A Preparação Mensal para a Morte
As Moléstias
A Morte
A Entrada no Céu
Ofício da Imaculada Conceição

5 de novembro de 2012

Sobre a Vocação ...

Ao efetuar qualquer download, 

Conselhos
sobre
A Vocação
Oferecidos à Mocidade Católica
Pe.  J. Guibert
Livro de 1937 - 101 págs



 PREÂMBULO
Esta brochura é destinada aos jovens de doze para dezoito anos, nos quais se notam aspirações ou qualidades para a vida religiosa.
Os meninos, raras vezes, são capazes de reparar os movimentos que a graça opera em seus corações. Quer por leviandade de espírito, quer por falta de instrução, têm apenas ideias confusas à respeito do que se passa em sua alma.
Incapazes de explicar o que sentem, dominados às vezes por grande acanhamento, conservam, sepultados no fundo do coração, sinceros desejos de vida religiosa.
Quantas vocações perdem-se desta maneira! ...
Nas páginas seguintes, os jovens hão de encontrar as noções e os conselhos necessários para esclarecer sua consciência e guiar-se no ponto de vista da vocação.
Pareceu que era melhor tratar da vocação em geral.
Porque a grande questão a resolver para um menino, é saber onde é que vai tomar uma carreira para servir a Deus: no mundo ou na Igreja. Uma vez decidido este ponto, é sempre fácil descobrir o caminho particular que lhe convém.


INTRODUÇÃO
 MENSAGEIRO CELESTE
 1. — Tomai este livro, jovem amigo, e lede-o como se fosse uma carta que o céu vos enviasse. Espero que encontrareis nele uma resposta às serias perguntas de vosso coração.
Sem dúvida já notastes a mudança repentina que se operou em vós e ao redor de vós, depois da Primeira Comunhão.
Até então a vida nada vos custara. Suavemente embalado nos braços dos pais, alimentado pelos tenros cuidados deles, até hoje vivestes sem receio, inconsciente do futuro.
De repente, quando chegastes aos doze anos, ou um pouco depois da Primeira Comunhão, no meio mesmo dos carinhos que todos vos prodigalizavam, uma voz se fez ouvir : “Que será deste menino?”  E como todos sentissem perfeitamente que não era possível dispor de vós sem vosso consentimento, alguém vos perguntou: “ Agora, meu filho, que é que Sr. deseja ser?”
Desde aquele momento, não sois mais o mesmo menino de outrora. Pensamentos de homem maduro entraram-vos na alma. Estais vendo que a vida não é mera brincadeira, que seria um crime dissipá-la inutilmente, e é preciso aproveitá-la para ganhar o pão e muito mais ainda para ganhar o céu. Por isso estais ansioso e procurais resolver este problema de importância capital: “ Que uso farei de minha vida?”
 É principalmente nas horas tranquilas, quando tudo está calado em vossa alma, por exemplo, de noite, antes de adormecer ou durante o recolhimento dos ofícios religiosos, que a pergunta se faz mais instante. Então uma voz interior e profunda responde: “A vida é curta; os anos voam mais rápidos que a seta quando atravessa o ar. Ponha depressa sua vida em um quadro definitivo; entre sem demora no caminho que será preciso seguir. Não perca, em estéril hesitação, nem a menor parcela da vida.”
Mas como tomar depressa uma resolução definitiva numa questão tão grave? Entre mil carreiras que se oferecem, qual escolher? Com efeito, os quadros mais variados vos encheram talvez a imaginação e solicitaram a ambição.
2. — Um dia pensais em ser um hábil operário na oficina do pai; outra vez agrada-vos a sorte de um negociante feliz ou de um industrial cheio de habilidades; muitas vezes as dragonas de ouro dos oficiais inflamaram os vossos desejos; mas muitas vezes também, tivestes a ideia de consumir as forças na abnegação do sacerdócio ou da vida religiosa, afim de aliviar a miséria humana e salvar almas. Por isso, vosso pobre coração fica incerto e vai de um projeto para outro, sem fixar-se em nenhum.
Entretanto, no meio de todos estes quadros, há um que, mais do que os outros, possui o poder de atrair-vos e seduzir-vos a alma.
Vosso coração, compenetrado de fé religiosa e ávido de dedicação, gosta de um porvir cheio de orações, de sacrifícios, de devotamento completo. Às vezes imaginais estar no altar, no esplendor das cerimônias sagradas; outras vezes parece-vos que sois um missionário intrépido, no meio de índios que ganhais a Jesus Cristo; mais há muito julgais ser um professor, cercado de numerosa e alegre meninada, a quem ensinais a ciência e a virtude.
Todos estes pensamentos se agitam no mais íntimo de vossa alma; são apenas conhecidos de Deus e de vós. Ninguém, com efeito, tentou penetrar no santuário de vossa alma afim de surpreender-vos os secretos desejos: vós mesmo quase que não os entendeis claramente; teríeis muita dificuldade para exprimi-los; talvez tivésseis medo de revelar a outros aspirações tão elevadas, que provavelmente, segundo vos parece, seriam tratadas de visões quiméricas.
Apesar disso, tudo vos excita a tomar uma resolução: a idade não vos permite mais esperar; vossos pais estão com pressa de arranjar-vos uma colocação. É preciso falar, e não ousais falar e não sabeis como falar. Dai se origina a angústia de coração que experimentais em certas horas.
Nestas dúvidas interiores, misturadas de esperança e de receio, quantas vezes dirigistes um olhar suplicante a Deus para que vos enviasse um mensageiro celeste! Mas o céu não manda anjos visíveis a todos os homens. Os anjos de Deus são as inspirações que nos alumiam o interior da alma e os conselhos que nos prodigalizam as pessoas de fora.
Talvez estas páginas sejam para vós o órgão do celestial mensageiro. O que sua leitura poderá dizer-vos, a graça vo-lo repetirá no íntimo da alma. Por meio desta brochura, sabereis o que é a vocação, que meios deve tomar cada um para conhecer a vocação, como o eleito de Deus deve corresponder a vocação.
Então vereis mais às claras os desígnios de Deus sobre vós, tereis mais ousadia e mais jeito para manifestar vossos desejos e sereis mais corajoso para abraçar os deveres que vos impuser a Vontade de Deus.

Índice

Preâmbulo
Introdução

CAPÍTULO I
ORIGEM DA VOCAÇÃO
A vocação vem de Deus
Dois caminhos
A vida comum
A vida religiosa
Nobreza do estado religioso
Os sacrifícios
As virtudes
A missão
Como Deus semeia as vocações
Razões das vocações
Como se revela o apelo de Deus

CAPÍTULO II
ESTUDO DA VOCAÇÃO
Necessidade de estudar a vocação
Disposições necessárias para bem estudar a vocação      
Oração
Indiferença
Coragem
Necessidade de pedir conselho      
Os pais
Os mestres
O confessor
Sinais de vocação
I. O atrativo
Qualidades do atrativo
II. A Aptidão
Saúde
Inteligência
Vontade
Coração
A vocação segundo o Direito Canônico
Escolha de num vocação particular

CAPÍTULO III
COMO CORRESPONDER À VOCAÇÃO
I. A separação
1 ° Renunciar ao pecado
2 ° Separar-se do mundo
3 ° Deixar a família
II. A formação
1 ° A vida sobrenatural  
2 ° 0 carácter
3 ° A formação profissional
4 ° O zelo apostólico
III. A conservação:
1 ° Conservar o espírito
2 ° Conservar o coração
3 ° Conservar a vontade
            Cansaço
            Aborrecimento
            Desanimo
Conclusão
História de uma vocação 

Qualquer quantia tem grande valor

http://alexandriacatolica.blogspot.com.br/2015/12/qualquer-quantia-tem-grande-valor.html

O SANTO DE AUSCHWITZ

Assim dizia São Maximiliano Kolbe:

"De muito boa vontade oferecemos leituras gratuitas a todos aqueles que não possam oferecer nada para esta obra, mesmo privando-se um pouco."

O que é ser um Benfeitor do Blog?

O que é ser um Benfeitor do Blog?
Clique na Imagem

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo