26 dezembro, 2012

Aos Devotos de São José

ou seja
Coleção Completa
das devoções mais usadas em honra do
Glorioso Patriarca
São José
pelo Pe. Eusébio Sacristán Villanueva
Livro de 1935 - 254 págs


Prólogo

   Não é vã desejo de escrever, nem também aspirações de encher vácuos que existem em devocionários desta natureza, a razão porque sai à lume este livrinho; escreveu-o o autor para pagar dívida antiga a seu glorioso Protetor, o Senhor São José.  Fora este fim principal, vai também dirigido a satisfazer os justos desejos dos devotos de nosso Santo, que com toda razão exigem, ou uma terceira edição dos Sete Domingos, livro esse esgotado, ou outro livro que o substitua. Optei por este último alvitre por parecer-me que o livro em questão não satisfazia as aspirações dos amantes e devotos de São José e que faltava no primeiro livro.

~*~*~*~

ÍNDICE

21 dezembro, 2012

Uma fonte de bons pensamentos e ótimas resoluções

Filhas de Maria
Rev. Pe. Teppa
Livro de 1901 - 304 págs


PRÓLOGO
          A obra que hoje se oferece ao público adornada com o título: JESUS FALANDO ÀS FILHAS DE MARIA, é uma das muitas que felizmente produzem além-montes a piedade e a devoção à Virgem Santíssima e que a piedade e devoção em Portugal trasladou em nossa linguagem.

18 dezembro, 2012

O Valor Infinito do Santo Sacrifício... Reformatado em 09/2014

pelo Venerável Martinho de Cochem
Livro de 1914 - 336 págs

Fonte
























ÍNDICE
Biografia Resumida do Venerável Autor deste Livro
Capítulo I - Da essência do Santo Sacrifício da Missa
Capítulo IIExcelência do Santo Sacrifício da Missa
Capítulo III - Símbolos e Mistérios do Santo Sacrifício da Missa
Capítulo IV Na Santa Missa, Jesus Cristo renova sua Encarnação
Capítulo V Na Santa Missa, Jesus Cristo renova o seu nascimento
Capítulo VI Na Santa Missa, Jesus Cristo renova sua vida
Capítulo VII Na Santa Missa, Jesus Cristo renova sua oração
Capítulo VIII - Na Santa Missa, Jesus Cristo renova sua Paixão
Capítulo IX Na Santa Missa, Jesus Cristo renova sua morte
Capítulo X - Na Santa Missa, Jesus Cristo renova a efusão do seu Sangue
Capítulo XI A Santa Missa é o holocausto mais excelente
Capítulo XII A Santa Missa é o mais sublime sacrifício de louvor
Capítulo XIII A Santa Missa é o melhor sacrifício de ação de graças
Capítulo XIV A Santa Missa é o sacrifício mais eficaz de impetração
Capítulo XV A Santa Missa é o mais poderoso sacrifício de reconciliação
Capítulo XVI A Santa Missa é o mais digno sacrifício de satisfação
Capítulo XVII A Santa Missa é a obra mais excelente do Espírito Santo
Capítulo XVIII A Santa Missa é a mais doce alegria da Mãe de Deus e dos Santos
Capítulo XIX A Santa Missa é o maior bem dos fiéis
Capítulo XX A Santa Missa aumenta em nós a Divina Graça e a Glória Celeste
Capítulo XXI A Santa Missa é a esperança segura dos moribundos
Capítulo XXII A Santa Missa é o mais eficaz alívio das almas do Purgatório
Capítulo XXIII Da prece do Sacerdote e dos Anjos pelos que ouvem a Santa Missa
Capítulo XXIV A Santa Missa não prejudica ao trabalho, antes o favorece
Capítulo XXV Da maneira de oferecer a Santa Missa e do valor da oblação
Capítulo XXVI Como podemos participar dos frutos de várias Missas que, ao mesmo tempo e na mesma Igreja se celebram
Capítulo XXVII Instante exortação para ouvir diariamente a Santa Missa
Capítulo XXVIII Exortação para ouvir piedosamente a Santa Missa
Capítulo XXIX Que devoção se deve praticar durante a Elevação
Capítulo XXX Respeito com que se deve assistir à Santa Missa


13 dezembro, 2012

O Campo da Confiança, onde se dilatam e reconfortam as almas!

Pe. A. M. Jean Lhermitte, S.D.B.
Livro de 1956 - 214 págs

Fonte
     Os jansenistas – já condenada pela Igreja desde 1642 – esforçaram-se por colocar a Deus tão alto e tão longe dos homens, que o tornaram quase inacessível para um grande numero de almas! Com efeito, apresentaram-no como um Juiz tão severo, um Justiceiro tão rigoroso, um Deus tão terrível, numa palavra, que eles desviaram do Melhor e Mais Terno dos pais o coração dos filhos, e espalharam o espanto na alma dos pecadores! Como consequência disto, viu-se que, ainda os menos culpados dos filhos de Eva não se aproximaram mais de Deus, senão tremendo, não ousando mais pronunciar sequer o seu nome”

     [...]

     Ora, este livro tem dois fins principais:
  • a) Levantar as almas caídas, inspirando-lhes uma confiança ilimitada na onipotência de Deus unida à sua infinita Misericórdia;
  • b) Impedir que as almas pecadoras, amedrontadas pelo seu abatimento e suas contínuas recaídas, se entreguem ao desespero; atirar-se à frente delas, barrar-lhes o caminho fatal, fazendo resplandecer a seus olhos o Sol reluzente da Divina Misericórdia
      Na soleira deste luminoso e benfazejo oásis que se chama O Campo da Confiança, onde se dilatam e reconfortam as almas, empenhamo-nos em declarar que aqui não se trata absolutamente de uma confiança qualquer, confiança temerária, confiança à moda protestante, enunciada por Lutero: “Peca quanto quiseres, mas crê mais = Pecca fortier, sed crede fortius!”.

     Tal confiança leva direitinho ao abismo. Porque ela nega a necessidade das boas obras, mesmo da penitência!

    A confiança de que nós entendemos falar aqui é unicamente a confiança que tem por base o arrependimento e o bom propósito.

      Nestas condições, nenhuma barreira ao Perdão Divino!”.

10 dezembro, 2012

Homossexualismo - Reformatado

Pe. David Francisquini

Livro fundamentando, sobretudo, no Supremo Magistério da Igreja, nos escritos de santos e teólogos universalmente aceitos pela Igreja como fidedignos


“Existe hoje um enorme esforço publicitário no mundo todo — através da imprensa, cinema, televisão, internet e vários outros meios de divulgação — a fim de tornar aceito pela sociedade o homossexualismo .

30 novembro, 2012

Rezemos sempre pelas pobres almas que padecem no Purgatório

Mons. José Basílio Pereira
 livro de 1943 - 108 págs
(Transcrito por Carlos A. R. Júnior)



"Santa Brígida viu, um dia, ante o So­berano Juiz, uma alma do Purgatório, que estava trêmula e confusa e a quem era intimada que declarasse publicamente os pecados que não tinham sido seguidos de penitência suficiente e que lhe haviam me­recido a punição que sofria.
A alma exclamava com uma voz que cortava o coração: Infeliz de mim, infeliz! — e em soluços, fazia a enumeração de tudo o que a manchava e prendia tão longe do Céu.
Não reproduziremos essa visão, mas dela extrataremos a relação das principais faltas que, como vermes roedores, torturam uma pobre alma do Purgatório.
«Perdi meu tempo, esse tempo bem pre­cioso do qual todos os momentos podiam servir para expiar meus pecados, praticar uma virtude, merecer o Céu: eu o perdi em conversações fúteis, em ocupações banais e sem objeto, em leituras recrea­tivas demasiado prolongadas; — é por isso que sofro!
Esqueci por negligência minhas penitên­cias sacramentais: as fiz mal por dissipação, e aceitei-as sem espírito de fé: — é por isso que sofro!
Caí em murmurações contra meus supe­riores, meu confessor, meus parentes; mur­murações leves, sem dúvida, mas partidas do amor próprio magoado, da falta de res­peito, do ciúme; — é por isso que sofro!
Consenti em pensamentos de vaidade a respeito do trajar, sobre os acessórios da casa, acerca de predicados de família; vesti-me com orgulho, segui as modas com ostentação, afetei um asseio exagerado; — é por isso que sofro.
Eu me proporcionei, sem nenhuma ne­cessidade, pequenas sensualidades durante minhas refeições e fora delas, num viver voluptuoso e descuidado, num zelo exces­sivo do bem estar, no abuso do descanso corporal, na fuga de tudo que natural­mente modificaria os sentidos;— é por isso que sofro!
Em conversação, atirei ditos espirituosos com o fim de ser elogiado, apreciado, distinguido, e para brilhar mais que os outros; — é por isso que sofro!
Faltei à caridade que me chamava em socorro do próximo: faltei à caridade, deixando de o consolar, de o defender, de o aconselhar ao bem; conservando volun­tariamente um pequeno pensamento de rancor, de inveja; — é por isso que sofro!
Omiti por negligência e incúria muitas comunhões que me eram permitidas: fui remisso em minhas devoções, pouco apli­cado em meu terço e na oração; — é por isso que sofro!»
Meu Deus! como estas confissões me instruem!"

29 novembro, 2012

Aviso sobre o livreto para crianças "O Rosário Meditado"

Peço aos que já fizeram o download do livrinho
que o refaçam e
descartem o anterior,
pois há um erro de digitação na Ladainha.

Desculpem o transtorno
Saudações!



27 novembro, 2012

27 de Novembro - Festa de Nossa Senhora das Graças Comemorando esta data com um livreto para as crianças

por
São Luiz Maria Grignion de Montfort
 Livreto editado pelo blog com o intuito de 
Aumentar a Devoção e a Proximidade das crianças à tão Boa e Terna Mãe

Livrinho que incentiva 
Oração e a Meditação do Santo Rosário,
(Com imagens dos mistérios para colorir)


Obs.: Arquivo em formato livreto


     São Luis Maria Grignon de Montfort  teve  a  feliz  ideia  de  compor  uma    maneira  de  se  rezar  o  Rosário  com  mais elevação e menos distrações, portanto com maior proveito. Basta ler, no texto a seguir, uma frase antes  de  cada  Padre  Nosso  e  Ave  Maria,  de acordo com a ordem em que ele colocou. Utilize, sempre que puder, essa verdadeira maravilha. 

21 novembro, 2012

21 de Novembro - Apresentação de Nossa Senhora e Segundo Aniversário do Alexandria Católica

   A festa de hoje já se celebrava no Oriente no século VI. Gregório XI introduziu-a em Avinhão em 1562. Sixto V declarou-a de obrigação para toda a Igreja em 1580 e, Clemente VIII elevou-a a duples maior. A Consagração de Nossa Senhora no templo está intimamente ligada à de Jesus; que também a nossa se junte à de ambos!

É com grande alegria que informo aos leitores que foi nesta importante data que o blog teve seu início e hoje comemora seu SEGUNDO aniversário!!

     Com o incentivo de algumas pessoas e um desejo enorme de contribuir de alguma forma para a Boa Formação Católica neste mundo tão corrompido, surgiu - sem nenhuma intenção para que fosse nesta data - a Primeira Postagem do Blog.
    
    Ao constatar, depois das dificuldades e da euforia de ter conseguido criar a primeira postagem que, Providencialmente, era esta a data onde o blog teve seu princípio oficial, um pensamento logo veio: Um blog que anteriormente havia sido oferecido à Nossa Senhora e que, desapercebidamente, se inicia na data de Sua Apresentação no Templo, provavelmente poderá fazer muito bem às almasPor este motivo então e cada vez mais multiplicam-se os esforços, apesar das dificuldades, para que boas leituras sejam aqui divulgadas.

19 novembro, 2012

Missionário no Japão

Missionário no Japão
Terésio Bosco
Livro de 1982 - 51 págs


 Vicente Cimatti nasceu em Faenza, Itália, no dia 15 de julho de 1879, de Tiago e Rosa Pasi, último de seis filhos. Desses, a irmã M. Raffaella fez-se religiosa da Congregação das Irmãs Hospitaleiras da Misericórdia: é hoje beata; Luís, salesiano irmão, missionário na América  Latina, morreu em odor de santidade; e ele, Vicente, já é venerável.
  • Aos 3 anos perdeu o pai. Certa vez, levado pela mãe à igreja dos Servitas, onde pregava Dom Bosco, ouviu dizer:

05 novembro, 2012

Sobre a Vocação ...

NOSSA SENHORA lhe recompense!
Conselhos
sobre
A Vocação
Oferecidos à Mocidade Católica
Pe.  J. Guibert
Livro de 1937 - 101 págs



 PREÂMBULO
Esta brochura é destinada aos jovens de doze para dezoito anos, nos quais se notam aspirações ou qualidades para a vida religiosa.
Os meninos, raras vezes, são capazes de reparar os movimentos que a graça opera em seus corações. Quer por leviandade de espírito, quer por falta de instrução, têm apenas ideias confusas à respeito do que se passa em sua alma.

31 outubro, 2012

"Quando Deus está conosco, não precisamos ter medo"

Bem-Aventurado Pedro Jorge Frassati
Pe. João Piasentin, S.S.S. - 103 págs

AVISO
Devido a recente aquisição dos direitos autorais desta obra e a proibição de continuar divulgando-a aqui, informo-lhes que este link foi desativado.



1901 - 1925
  
Seu processo de beatificação foi iniciado em 1932. Na última etapa foi aberto seu túmulo e os testemunhos do evento ficaram admirados ao descobrirem que seu corpo estava incorrupto e seu rosto estava sereno e com um sorriso. Atualmente seu corpo está na Catedral de Turim.

O SANTO DE AUSCHWITZ

Assim dizia São Maximiliano Kolbe:

"De muito boa vontade oferecemos leituras gratuitas a todos aqueles que não possam oferecer nada para esta obra, mesmo privando-se um pouco."

VOCAÇÃO ➡ Quer ser MONJA REDENTORISTA? Clique no Banner para mais informações

Tipos Psicológicos

Qualquer quantia tem grande valor!

http://alexandriacatolica.blogspot.com.br/2015/12/qualquer-quantia-tem-grande-valor.html