14 de janeiro de 2014

Este livrinho foi escrito para crianças de 7 a 11 anos (Reformatado)

D. Frei Henrique G. Trindade, O.F.M.
Livro de 1957 - 48 págs

Fonte

DEDICATÓRIA 
ao 
Grande-pequeno apóstolo da Eucaristia,
SÃO TARCÍSIO, 
para que ele acenda, no coração puro das queridas crianças, 
um grande amor a Jesus, Vítima de nossos altares, 
e Pão de nossas almas. 

Este livrinho
foi escrito para crianças de 7 a 11 anos.
 Em geral, é desolador o modo como elas assistem ao Santo Sacrifício. Se vão em gru­pos de catecismo ou de colégio ou de qualquer associação, recitam ou ouvem recitar orações que não compreendem ou que estão em de­sacordo com o seu modo de pensar. Pedem, com medo, “mil vezes a morte do que ofender a Deus”; protestam que “creem em Jesus Sa­cramentado, com mais fé do que se o vissem com seus próprios olhos”, etc. Qual é a crian­ça que pensa assim? Se vão sozinhas à Mis­sa, ou com pessoas da família, em geral se conservam inteiramente passivas, limitando-se apenas a olhar, ou para o altar ou para a assis­tência.
 Nós procuramos, neste livrinho, não somente uma linguagem que as crianças compreendem, mas que seja uma linguagem delas, revestindo pensamentos delas. Queira Deus que o tenhamos conseguido.
  O livrinho pode ser usado em comum ou em particular. Se o for em comum, uma pes­soa mais velha lerá, pausadamente e clara­mente, as partes de explicação, convidando, no fim de cada uma delas, as crianças à oração.
  Estas, então, rezarão todas juntas, mas muito, muito devagar, fazendo boas pausas, para que assim despertem uma piedade interior. Se o livrinho for usado em particular, não há dificul­dade em a criança, com prévia orientação de alguém, o seguir.
  Queremos substituir o missal? Longe de nós tal intenção. Mas quem puder conseguir que crianças de 11 anos se acostumem com o mis­sal, difícil até para a generalidade de adultos, que o faça. Será um pequeno milagre. Não fa­lemos em exceções, que estas conhecemo-las nós também.
  Nem pretendemos que este livrinho seja usa­do sempre. É justamente para que haja mais um modo bom de as crianças assistirem à sua Missa que o escrevemos. Sabemos que as crian­ças precisam de variedade. E se contribuímos para que as queridas crianças assistam, com fervor, à Santa Missa, ao menos de vez em quando, como nos sentimos recompensados e sa­tisfeitos!
  Este livrinho foi escrito no locutório do Carmelo de Mogi das Cruzes, nos intervalos de um retiro, pregado, ali, às edificantes Carmelitas. Deve ter, portanto, entre suas páginas, um pou­co daquele espírito de silêncio e de oração, de que o mundo tanto precisa. Além disso, as boas freiras, que são tão alegres em sua austeridade, aceitaram o título de “madrinhas” do livrinho, e, assim, rezarão muito por ele, certas de que, depois da oração pelos sacerdotes e pelos peca- dores, que nos parece ser da essência da sua vocação, não há oração mais importante do que pela infância, que não somente será, mas, de certo modo, fará o nosso “amanhã”.
  Oxalá que os pais e educadores cristãos, as­sim como os sacerdotes e catequistas, ajudem, com seus conselhos, avisos e admoestações, e orações e exemplo, a que este humilde livrinho cumpra a sua grande missão, junto às queri­das crianças, que, compreendendo, de certo modo, o Santo Sacrifício, hão de crescer “em sabe­doria, em idade e em graça, diante de Deus e dos homens”.

Qualquer quantia tem grande valor

http://alexandriacatolica.blogspot.com.br/2015/12/qualquer-quantia-tem-grande-valor.html

O SANTO DE AUSCHWITZ

Assim dizia São Maximiliano Kolbe:

"De muito boa vontade oferecemos leituras gratuitas a todos aqueles que não possam oferecer nada para esta obra, mesmo privando-se um pouco."

O que é ser um Benfeitor do Blog?

O que é ser um Benfeitor do Blog?
Clique na Imagem

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo

EM PROL do Clube de leitura masculino

EM PROL do Clube de leitura masculino
Clique na imagem acima! Não deixe de participar desta campanha!

CLUBE DE LEITURA feminino

CLUBE DE LEITURA feminino
Clique na imagem e aproveite a oportunidade de fazer parte do clube!