30 de junho de 2011

A Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo

Padre Luís Perroy, S.J
Livro de 1939

Fonte da Transcrição
 "Para a humanidade remida a Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo não tem apenas o interesse de um fato histórico para sempre desaparecido no passado irrevogável; é uma realidade sublime que continua a palpitar na vida espiritual das almas.
  O Sacrifício do Gólgota é o grande ato religioso que, em nome da humanidade prevaricadora, ofereceu o Salvador à majestade infinita de Deus. Só pela Cruz podem elevar-se, aceitas, até o Seu trono as homenagens do nosso amor e da nossa gratidão, os nossos arrependimentos e as nossas súplicas; só pela Cruz descem até nós, com o perdão da Sua misericórdia, todos os benefícios da Sua bondade.
  Nesta permuta entre a plenitude divina e a indigência criada resume-se toda a nossa vida religiosa, de que o Calvário é o centro necessário. As nossas almas hoje vivem tanto daquele Sangue Divino que ainda continua a oferecer-se nos nossos altares, quanto as de João ou Madalena que, com os seus olhos, O viram correr das Chagas benditas do Redentor. 
  É por isso que sobre a simples meditação do sofrimento de Cristo se projeta algo da eficácia intrínseca do Seu Sangue redentor. À claridade da Cruz ilumina-se o grande problema da dor, trama necessária de que se entretece toda a existência humana. O sofrer tem um significado e as lágrimas um valor inestimável. Bem-aventurados os que choram, porque a dor eleva, purifica, expia, associa-nos numa comunhão inefável à missão redentora de Jesus. E quando a inteligência, iluminada pela graça, penetra estas razões superiores do sofrimento, o coração sofre com mais dignidade, com mais resignação, com mais amor.
  Entre os autores recentes que escreveram sobre este assunto inesgotável, poucos o fizeram com tanta felicidade como o Padre Louis Perroy. Conhecimento visual dos lugares santos em que se desenrolaram as grandes cenas da Paixão, familiaridade com as fontes e documentos que permitem uma reconstrução histórica exata, experiência profunda do coração humano concorrem harmoniosamente para dar ao seu livro um interesse raro. Nestas páginas em que a simplicidade do Evangelho, a fineza da psicologia, a unção da piedade tão espontaneamente se completam, inúmeras almas, nas suas agonias interiores, encontraram luz, força e consolo.
  Numa terra devastada pelo pecado todo homem deverá subir o seu Calvário. Subi-lo com o Cristo e à imitação do Cristo é a única via de redenção eficaz."

4 comentários:

Almas Castelos disse...

Cada vez que eu venho aqui, torna-se muito dificil de sair... pois não dá para parar de ler este blog maravilhoso.
Acrecentei o seu link no meu blog.
Que Nossa Senhora te ilumine

A_Católica disse...

Olá, Sr. Jorge!
Fico muito feliz que esteja aproveitando o conteúdo do blog e agradeço muito pela generosidade de colocar o link dele em um blog de excelente qualidade como é o do Sr.!!
Que Nossa Senhora lhe recompense por toda esta generosidade e também lhe abençoe sempre!!

Erminea disse...

Faço meus os "dígitos" do Almas Castelos, rs.

A_Católica disse...

Olá, Erminea!

É muito gratificante ler estes simpáticos "dígitos", rs.

Não posso negar que Nossa Senhora tem me ajudado MUITO com este trabalho.

Desejo que Ela sempre nos guie nos caminhos da santificação e que as leituras aqui contidas possam, de alguma forma, ajudar as almas que por aqui passarem.

Saudações!

Postar um comentário

Qualquer quantia tem grande valor

http://alexandriacatolica.blogspot.com.br/2015/12/qualquer-quantia-tem-grande-valor.html

O SANTO DE AUSCHWITZ

Assim dizia São Maximiliano Kolbe:

"De muito boa vontade oferecemos leituras gratuitas a todos aqueles que não possam oferecer nada para esta obra, mesmo privando-se um pouco."

O que é ser um Benfeitor do Blog?

O que é ser um Benfeitor do Blog?
Clique na Imagem

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo