1 de julho de 2011

O martírio de 16 monjas Carmelitas - Reformatado

Gertrud von le Fort
Livro de 1988 - 96 págs


  Precisamos impregnar nossa alma de bons exemplos, muitos se converteram ao ver o massacre das carmelitas de Compiègne e outros decidiram mudar radicalmente de vida, tocados no âmago da alma por aquele exemplo de pureza e santidade, afinal "as palavras convencem, mas o exemplo arrasta" e, não é à toa, que a Igreja nos propõe os santos como modelo de vida a ser imitado! 

  "Escrita em 1931, A Útima ao Cadafalso narra a história do martírio de 16 monjas Carmelitas, vítimas da Revolução Francesa, no ano de 1794. Esta Revolução encontrava em sua bandeira os ideais de Liberdade, Fraternidade e Igualdade. Mas ninguém é tão fiel a seus ideais a ponto de suportar, democraticamente, o falseamento  aparente,  por terceiros, de suas intuições salvadoras. E foi isto o que se passou, também, com os propugnadores de tão altos  valores revolucionários.

   A imaturidade ainda dissoluta dos que proclamavam a liberdade atropelou e levou à guilhotina os que não cantavam a 'Carmagnole' e não davam, em praça pública, vivas à Nação. O condutor da trama do livro sentencia com justiça, sem nenhuma amargura: "O trágico não foi que nossos ideais tenham sido falsos, mas apenas insuficientes."
   
  Mais do que a história trágica de 16 monjas, inofensivas e frágeis, que sobem para o sacrifício final de suas vidas, cantando e testemunhando sua fé. Nela se retrata, cruamente, o permanente problema humano, até hoje irresolvido: O que fazer com o poder? Como usar a força? Ou, em outras palavras, quem é forte? Quem é fraco? Quem é que vence a luta pela sobrevivência? Ou quem é que permanecerá vivo na memória das gerações futuras: os tiranos que usam e abusam do poder ou o povo que, com dignidade, sobe ao patíbulo, testemunhando suas crenças e cantando seus hinos?
   
  Gertrud von le Fort concentra suas análises em duas personagens dentro de um mosteiro carmelita: a primeira, Irmã Maria da Encarnação, é forte, goza de raro discernimento das situações, é intremível nas decisões, mostra grandeza e majestade, mesmo quando reduzida ao silêncio e à obediência É a Superiora da comunidade. A segunda, a noviça Blanche de la Force, que as coirmãs teimam em cognominar  'de la Faiblesse', é tímida e amedrontada, frágil e derrotada, trânsfuga do mosteiro e marcada pelo medo desde o útero materno. Vive angustiada, embora creia em si mesma, ou melhor, numa força que parece subjazer a capa frágil de sua personalidade Quem delas está mais preparada para o grande desafio do martírio. Quem cantará mais forte diante da guilhotina?
  
  A pessoa é, na verdade, muito mais do que suas aparências, O seu mistério profundo a suplanta, decisivamente, para o espanto de si mesma e para a admiração dos outros Sobre cada vida, quem  poderá dizer a última palavra, lavrar um juízo definitivo? Tentamos fazê-lo, superficialmente, quase todos os dias. Mas o mistério do ser humano deveria recolher-nos a um respeitoso silêncio, pois, para surpresa nossa, a última ao cadafalso pode vir a ser uma monja fraca e amedrontada. Dela pode ser o canto mais forte diante da lâmina reluzente da guilhotina e dos apupos bizarros de uma multidão imbecilizada por ideais mal digeridos. Mais do que nossas coragens, valem as forças estranhas que se escondem palpitantes no fundo do nosso ser, que, pare os cristãos, se chamam de  graça e, para todos os homens, de mistério: O insondável mistério humano, que Gertrud von le Fort tratou tão bem neste livro."
(Frei Neylor J. Tonin, O.F.M.)


   
OBS: Um filme que recomendo vivamente é "O Diálogo das Carmelitas", dublado em espanhol, pode ser visto neste link.
           
           O livro "Diálogos das Carmelitas", escrito em cenas, se encontra aqui.

2 comentários:

joão disse...

Indisponível.

O mesmo com a Teologia Moral de S. Tomás.

Alexandria Católica disse...

Salve Maria, João!

Este link foi retificado.

Saudações!

Postar um comentário

Qualquer quantia tem grande valor

http://alexandriacatolica.blogspot.com.br/2015/12/qualquer-quantia-tem-grande-valor.html

O SANTO DE AUSCHWITZ

Assim dizia São Maximiliano Kolbe:

"De muito boa vontade oferecemos leituras gratuitas a todos aqueles que não possam oferecer nada para esta obra, mesmo privando-se um pouco."

O que é ser um Benfeitor do Blog?

O que é ser um Benfeitor do Blog?
Clique na Imagem

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo