15 julho, 2020

A Família Católica é a base que sustenta a sociedade


 Pe. Joaquim Silvério de Souza
Edição de 1900 - 338 págs


Introdução
A família é a base que sustenta a sociedade, e como o edifício não pode ser mais forte que seu fundamento, segue-se que da família nasce a força protetora da sociedade.
Firmar a família, fazê-la sã, é firmar a sociedade, torná-la viva e sã.
Destruí-la é destruir a sociedade.
Para erguer, pois, ou abaixar o nível moral d’um povo basta erguer ou abaixar a família, que é o princípio formador d’aquele.
Firmado neste princípio, dizia o poeta romano: «A geração presente, filha d’um século perverso, deixará após si uma posteridade mais perversa ainda».
Devendo falar da família, pede a razão encetemos por aquilo que a funda e constitui, que é o matrimônio.
É ele o fundamento da família, e como tal, esta será o que ele for por suas leis e costumes. Se os costumes que dizem respeito ao matrimônio se depravam, a família também cai.
O único meio de erguer a família é o casamento cristão.
A história de todos os tempos o prova. [...]


ÍNDICE
Aprovação do Exmo. e Rvmo. Sr. Bispo de Mariana
Dedicatória
Introdução
Capítulo I - Instituição do Matrimônio
Capítulo II - Continuação
Capítulo III - Proveitos ou bons efeitos da indissolubilidade
Capítulo IV – Divórcio
Capítulo V - Efeitos danosos do divórcio
Capítulo VI – Continuação
Capítulo VII - Resolvem-se objeções
Capítulo VIII - Os Papas e o casamento
Capítulo IX - Preparação para o casamento
Capítulo X - Continuação da precedente matéria
Capítulo XI - Impedimentos do Matrimônio e cerimoniais
Capítulo XII - Obrigações dos esposos
Capítulo XIII - As esposas
Capítulo XIV – Pais
Capítulo XV - Direitos dos país
Capítulo XVI – Educação
Capítulo XVII - Amamentação e batismo
Capítulo XVIII - Começar cedo Rousseau
Capítulo XIX - Necessidade da Religião
Capítulo XX - Educação religiosa. Catecismo e devoção
Capítulo XXI - Primeira Comunhão
Capítulo XXII - Meios para educar. Influência das mães
Capítulo XXIII – Leituras
Capítulo XXIV – Mestres
Capítulo XXV - Deus e a ciência
Capítulo XXVI - Exemplos. Conversação. Passeios
Capítulo XXVII - Vigilância paterna
Capítulo XXVIII - Amor
Capítulo XXIX - Deveres dos filhos para com os pais
Capítulo XXX - Piedade filial. Amor
Capítulo XXXI - Respeito
Capítulo XXXII - Obediência
Capítulo XXXIII - Assistência

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O SANTO DE AUSCHWITZ

Assim dizia São Maximiliano Kolbe:

"De muito boa vontade oferecemos leituras gratuitas a todos aqueles que não possam oferecer nada para esta obra, mesmo privando-se um pouco."

Qualquer quantia tem grande valor!

http://alexandriacatolica.blogspot.com.br/2015/12/qualquer-quantia-tem-grande-valor.html

VOCAÇÃO ➡ Quer ser MONJA REDENTORISTA? Clique no Banner para mais informações

Tipos Psicológicos

Obras Raras DO BLOG sendo reeditadas *Livraria Caritatem*